Bem Vindos !

Bem Vindos tôdos(as) os que Amam a Lusitânia , tôdos(as) os que Amam Portugal e o Sêu significado profundo no que respeita ao Futuro da nossa querida Mãe Terra e da Sua Criação , incluindo a Humanidade .
Estejam á Vontade nesta humilde casa , aonde podem Descansar junto á Lareira do Coração , enquanto ouvem uma Música e lêem as Palavras reconfortantes de um Livro ... mas não esperem adormecimento , nem alienação , nem inconsciência , nem nada que nos afaste da Realidade ...
Esperem , talvez , o inesperado , e Tudo o que nos possa (re)conduzir de volta á Fonte ... encontrarão aqui Coisas de muitas proveniências .
Tôdas elas , sejam , Palavras , sejam Música , sejam Imagens , falarão de Dêus , o nosso querido Pai e Mãe , Filho e Espírito Santo ... opto por nomear segundo a Tradição Ocidental , que é a minha , em Especial , nêste Rectângulo ancestral que é Portugal , nêste Balcão que Mira o Atlântico profundo , aonde , Algures , no seu Fundo , a Atlântida aguarda Regressar ao Consciente da Humanidade ... não meçam o que aqui vêem/ouvem/sentem , por conceitos limitadôres , porque a Lusitânia da nossa Alma , não tem medida , a nossa querida Mãe do Céu e da Terra , não SE Limita .
Não nos limitêmos nós (cada um de nós) também ... Tudo é permitido , tôdas as palavras , opiniões , sentimentos , maneiras de vêr , serão permitidas , excepto aquelas que nos conduzam de volta á inconsciência .
Palavras de maledicência , de hipocrisia , de cinismo , de maldade , de intolerância , de fanatismo , de mentira , serão erradicadas deste local de Paz .
Tôdas as formas de expressão , religiosas/espirituais/filosóficas serão bem-vindas dêsde que venham do coração , movidas pêla Honestidade e pela Humildade do verdadeiro aprendiz .
Da Lusitânia , de Portugal , falarei/ falarêmos se assim o quiserem , da sua História , da sua Espiritualidade , dos seus Poetas/Profetas ,das Profecias , da sua imensa e íntima relação com o estabelecimento nesta Terra , das Novas Terras e dos Novos Céus prometidas pêlo Criadôr .

Pesquisar neste blogue

25/07/2011

MÃE , RAINHA , PADROEIRA e PROTECTÔRA de PORTUGAL, ROGAI POR NÓS !

AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
Camillo Ferreira Botelho Castello Branco
(Lisboa, 16 de Março de 1825 – 1 de junho de 1890)
  
Senhôra ! O Vosso altar já foi sacrário
De riquezas do Céu, que o Céu Vos dava
Em prol de Portugal.
Em câda português Tínheis um filho,
De tôdos Éreis Mãe, e refúgio de tôdos,
Nas angústias do mal.
No Vosso Coração Imaculado
As lágrimas da dôr tinham asilo,
Ó Rainha dos Céus !
As lágrimas , com o Vosso patrocínio
Erguiam-se da terra, qual perfume,
Ao Trôno do mêu Dêus !
Em transes d’aflição, nos grandes riscos,
No afôgo das pelejas duvidosas,
O Vosso nôme se ouvia :
As tramas orgulhosas, destemidas,
Afrouxavam nas mãos dos inimigos,
Ao nôme de Maria!
Lá nas iras do mar, quando o sepulcro,
Ao convulso baixel a tempestade,
Nos recifes abria,
Azulavam-se os céus, fugia a nuvem,
Voava a viração, vinha a bonança
Ao nôme de Maria !
Quando em leito de pálida doença,
Febril enfêrmo abandonado e triste
Sem esp’ranças jazia ,
De nôvo o coração lhe palpitava,
Erguia-se robusto, as mãos erguendo
Ao nôme de Maria!
Donzela que a chorar passara noites,
De saudades, por quem tamanho afecto
Lhe não agradecia , 
Lá vinha a sêr feliz com quem amara,
Pois dera o sêu futuro em segurança
Ao nôme de Maria !
E a carinhosa mãe, que o filho amado
Dos sêus amigos braços para a guerra
Chorando, despedia , 
Joelhava-se depois, ante o oratório,
E a vida do sêu filho confiava
Ao nôme de Maria!
E o sêu filho, mais tarde, em vivas ânsias , 
À porta do sêu lar, com a  mão tremente,
Receôso, batia , 
Nos braços maternais contava, ufano,
os Triunfos  que tivera sôbre a morte, 
Ao nôme de Maria !
O nôme de Maria hôje invocamos,
Nós, os filhos dêsses homens d’outras eras,
Que morreram na fé !
Senhôra ! Protegei os nossos trabalhos !
Sem a protecção do Céu, o esfôrço humano
Baldado esfôrço é !
No coração dos vossos portuguêses
Despertai o temôr *,  tão vivo um dia,
No porvir imortal.
Do Vosso Resplendôr , a Luz das crenças,
Descei sôbre êste solo  escuro e pobre ...
  Salvareis Portugal  !

* A consciência de que estamos de Passagem e de Regresso á Casa  do Pai

Sem comentários :

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...