Bem Vindos !



A LUZ Da CITÂNIA

Bem Vindos tôdos(as) os que Amam a Lusitânia , tôdos(as) os que Amam Portugal. Estejam á Vontade nesta humilde casa , aonde podem Descansar junto á Lareira do Coração... Do que aqui poderão encontrar, nada vos levará ao sôno da Inconsciência, mas, tal como diz o Nosso Pôvo na sua Sabedoria Milenar, «Não se pode agradar a Grêgos e a Trioânos...». Assim, nem tôdos concordarão com o que aqui está Escrito, mas tudo o que é aqui Dito, foi ( e é) Vivido por mim, Muito embora tantas e tantas vêzes sentido,pensado e escrito por outros/as, outros/as com os/as quais me Identifico, no sentido essencial e mais vasto, porque Irmanados no Passado, no Presente e no Destino Luminôso de Portugal, O Pôrto-Do-Graal.
Poder-se-á Falar aqui de várias tradições espirituais, uma vez que Dêus é só UM, mas a minha, a Nossa Tradição, a de Portugal, é Cristã. Quando me refiro a Cristã, não me refiro a qualquer instituição religiosa organizada, mas á Vivência da Tradição Original Cristã,
Aquela que nos foi Legada por Cristo, o nosso Amado Senhôr. Uma Coisa é Certa: Aqui Amamos a Dêus, o nosso PAI Celestial , a Jesus Cristo, o Seu Filho Dilecto e o nosso Redentôr, á Sua Mãe, a Virgem Mãe Santíssima, e ao Seu Santo Espírito , o Verbo Criadôr,
Porque Êsse Foi( É) o Amôr e A Razão da Existência de Portugal, e o seu Destino Maior.
Nêste pequenino rinchão Rectangular Ancestral de Tamanho Mundial, nêste Balcão que Mira o Atlântico profundo, Portugal aguarda o Regresso da sua Mãe Ancestral, A Atlântida, á Luz da Vastidão do Luso Mar... Por isso mêsmo, não meçam o que aqui vêem, ou ouvem, ou sentem, limitando-vos ás Aparências... A Realidade por Detrás das Aparências, Quer Levar-nos para mais Longe e para Mais Alto...
E como, a Lusitânia da nossa Alma , não tem medida , a nossa querida Mãe do Céu e da Terra não SE Limita, também não existem limites Aqui na Luz da Citânia... o único Limite, se assim me posso expressar, é Ilimitado, Um Rumo Inalterado que nos leva de volta a Cristo. Cristo, não como um conceito vago, ou como religião limitativa, mas como o Verbo Encarnado , o Senhôr e Rey de Portugal e a Génese Espiritual e Existencial Desta Terra de Santa Maria. Santa Maria que É A Luz da Citânia, ou A Terra da LUZ Divina, onde A Mãe Celestial Estabeleceu o Seu Trôno Terreal.
Aqui Ela Está presente há muitos séculos, Algo que o nosso Primeiro Rey, Dom Afonso Henriques, Abençoado por Jesus Cristo na Batalha de Ourique(Abençoando Assim Portugal!), Reconheceu dêsde a primeira Hora da Nação.

Pesquisar neste blogue

02/01/2013


Navega Portugal , Navega ...

Pintura Maravilhosa de Roque Gameiro

« A Hora é chegada  Portugal  ! 


A Alma Marinheira Portuguêsa 


Navega nas Lágrimas de Ventura que Chovem dos 


Lusitânos  olhos Ocidentais ... » 


                                                                 SMaciel




Portugal, volta ao Mar, aos teus Navios .

      Portugal volta de nôvo ao Homem, ao Marinheiro, volta à tua
      Terra, à tua Fragrância e à tua Razão Livre ao Vento …volta
      à Luz Matutina do Cravo e da Espuma.
      Mostra-nos o teu Tesoiro, os teus homens, as tuas mulheres, e
      não escondas mais o teu Rôsto de Embarcação Valente a
      Avançar nos Confins do Oceâno.
      Portugal, Navegante, Descobridôr de Ilhas, Inventôr de
      Pimentas, Descobre o Nôvo Homem, as Ilhas Afortunadas ,
      Descobre o Arquipélago do Tempo.
      A súbita Aparição do Pão sôbre a Mesa, a Aurora, Descobre-A
      tu , Ó Descobridôr de Auroras.
      Como é que pode sêr ?!
      Como é que podes negar-Te ao Ciclo da Luz , tu que Mostraste
       caminhos aos Cegos ?!
      Tu, ó Dôce , Férreo , Velho, Estreito e Amplo Pai do Horizonte,
      como é que podes fechar a Porta , ao Vento com Estrelas do
      Oriente ?!
      Ó Prôa da Europa , procura na Correntêza as Ondas
      Ancestrais , a Marítima Barba de Camões.
      Rompe as teias-de-aranha que cobrem a tua Fragrante Copa
      de Verdura e então a nós outros, Filhos dos teus Filhos,
      aquêles para quem Descobriste a Areia até então escura da
      Geografia Deslumbrante, mostra-nos que podes Atravessar
      de Nôvo , o nôvo Mar escuro e Descobrir o Homem que nasceu
      nas maiores Ilhas da Terra
      .
      Navega, Portugal, a Hora chegou ! Levanta a tua Estatura de
      Prôa , e entre as ilhas e os homens Volta a Sêr Caminho .



      Nesta Hora , Congrega a tua Luz, volta a sêr Vela , e de nôvo
      Aprenderás a Sêr Estrêla ”.

      ( Pablo Neruda - 1954 / Tradução para Português
      de S Maciel )

3 comentários :

  1. Excelente trabalho Sr. Maciel. Parabéns e continue a dar LUZ à nossa Amada Luzitãnia escurecida pelas forças do mal.

    ResponderEliminar
  2. Com a Certêza da LUZ da MÃE da Lusitânia e do PAI de Portugal , Caro Amigo .

    ResponderEliminar