Bem Vindos !

Bem Vindos tôdos(as) os que Amam a Lusitânia , tôdos(as) os que Amam Portugal e o Sêu significado profundo no que respeita ao Futuro da nossa querida Mãe Terra e da Sua Criação , incluindo a Humanidade .
Estejam á Vontade nesta humilde casa , aonde podem Descansar junto á Lareira do Coração , enquanto ouvem uma Música e lêem as Palavras reconfortantes de um Livro ... mas não esperem adormecimento , nem alienação , nem inconsciência , nem nada que nos afaste da Realidade ...
Esperem , talvez , o inesperado , e Tudo o que nos possa (re)conduzir de volta á Fonte ... encontrarão aqui Coisas de muitas proveniências .
Tôdas elas , sejam , Palavras , sejam Música , sejam Imagens , falarão de Dêus , o nosso querido Pai e Mãe , Filho e Espírito Santo ... opto por nomear segundo a Tradição Ocidental , que é a minha , em Especial , nêste Rectângulo ancestral que é Portugal , nêste Balcão que Mira o Atlântico profundo , aonde , Algures , no seu Fundo , a Atlântida aguarda Regressar ao Consciente da Humanidade ... não meçam o que aqui vêem/ouvem/sentem , por conceitos limitadôres , porque a Lusitânia da nossa Alma , não tem medida , a nossa querida Mãe do Céu e da Terra , não SE Limita .
Não nos limitêmos nós (cada um de nós) também ... Tudo é permitido , tôdas as palavras , opiniões , sentimentos , maneiras de vêr , serão permitidas , excepto aquelas que nos conduzam de volta á inconsciência .
Palavras de maledicência , de hipocrisia , de cinismo , de maldade , de intolerância , de fanatismo , de mentira , serão erradicadas deste local de Paz .
Tôdas as formas de expressão , religiosas/espirituais/filosóficas serão bem-vindas dêsde que venham do coração , movidas pêla Honestidade e pela Humildade do verdadeiro aprendiz .
Da Lusitânia , de Portugal , falarei/ falarêmos se assim o quiserem , da sua História , da sua Espiritualidade , dos seus Poetas/Profetas ,das Profecias , da sua imensa e íntima relação com o estabelecimento nesta Terra , das Novas Terras e dos Novos Céus prometidas pêlo Criadôr .

Pesquisar neste blogue

A carregar...

24/08/2016

O Leal Conselheiro e a Arte de Bem Cavalgar tôda a Sela




D’El-Rei Dom Duarte

O Eloquente


A qualidade do presente vídeo é inegável .No entanto, discordo de algumas passagens .
A interpretação dada não é a minha .Discordo por exemplo da linha temporal inicial.
Para mim não houve "filipes de espanha" .Houve um Vazio de Portugal!

Não houve "dom pêdro iv"(o Maçónico Traidôr!).

Houve Dom Miguel I o Patriota e Rei Absoluto , ferozmente 

Anti-Maçónico!



http://monarquia-lisboa.blogs.sapo.pt/rei-dom-miguel-71554
 «...
El-Rei D. Miguel representou por certo a legitimidade e a tradição portuguesa, e a resistência a uma modernização importada, que afrontava os valores radicadas no mais fundo da alma do povo, com que se identificou. Não era tanto a ideia de liberdade que motivava o antagonismo dos miguelistas às hostes de D. Pedro, mas antes a ideia revolucionária da ruptura com as instituições do antigo regime, e em particular da Igreja. Isso mesmo explica a atitude da Santa Sé para com o governo de D. Miguel, bem como o comportamento da grande maioria dos bispos portugueses da época. “Eis o Rei mais católico que tenho em toda a cristandade” – assim o apresentou Gregório XVI em Roma, em Agosto de 18343. Mais do que o “absolutismo”, com que António Sardinha se recusava a identificar o miguelismo 4, o que os seguidores de D. Miguel
defendiam eram as instituições tradicionais portuguesas, entre as quais as cortes e os municípios. ...»



El-Rei Dom Miguel(entre vários Outros Grandes Portuguêses) , era, por isso mêsmo,  Um Cavaleiro na Linha traçada por El-Rey Dom Duarte no seu Leal Conselheiro.



Cavaleiro de Portugal da Ordem de São Miguel da Ala,
Ordem Fundada por Dom Afonso Henriques e mais tarde
 Refundada por Dom Miguel no exílio compulsivo.

 
« E ssomariamente de homem a que convém teer boas bestas, e as saber bem cavalgar, se sseguem estas sete vantagens:




- A primeira, seer mais prestes pera servir seu senhor, e acudir a muytas cousas que lhe acontecer
     poderóm de sua honra e proveito. 

 

- A segunda, andar folgado.


- A terceira, honrado.


- A quarta, guardado.


- A quinta, ser temydo.


- A sexta, ledo.




D. Duarte define assim, as sete regras pelas quais se deve pautar a vida dum Cavaleiro, ou se quisermos, nos tempos actuais, assumir tais ideais para a nossa vida :








1. O Bem servir.


Servir alguém poderoso e bom é Honrôso. Ajudá-lo e salvá-lo quando em apuros, reverte , mais tarde ou mais cêdo, a favôr do  cavaleiro.

Não te atemorizes em face dos teus inimigos.
Sê Valente e caminha de cabêça erguida, 
para que Dêus possa Ajudar-te. 
Fala sempre a verdade, mêsmo que te leve á morte.  
Protege os desvalidos e nunca practiques o mal.  
Êste é o meu Juramento. 
 
2. Não ter mêdo.

 Quem sabe montar, dominar o cavalo e manejar as armas,nada deve temêr.







3. Sêr honrado.  

A Honra adquirida pelos bons costumes, pela boa moral e pela fidelidade. 





 
 

4. Sêr prevenido e vigilante.  

Se o Cavaleiro estiver sempre alerta, em forma e com as suas habilidades bem treinadas, não será apanhado de surprêsa. 



5. Sêr temido. 

Um bom cavaleiro tem que sêr respeitado pela sua coragem, honra, fidelidade e destreza. 
 

6. Sêr alegre e confiante.
Na posse de tôdas as suas qualidades de alma , côrpo e mente, o Cavaleiro raramente acolherá estados de alma negativos. 

 

7. Ter um grande e bom coração. 

Sêr magnânimo, mostrar grandêza e generosidade , eleva um Cavaleiro.



El Rey Dom Duarte I - da Escola Portuguesa de Pintura do séc.XVIII


Bons conselhos, indubitávelmente .


Conselhos êsses, intemporais e benéficamente aplicáveis aos dias que correm.


Esta ensinança de um dos Grandes Reis de Portugal , ao caso, o Rei-Filósofo D. Duarte, define verdadeiramente aquilo que é o Português, Homem ou Mulher, firmado na Fé , na Crença e na
 Alegria de quem se sente “maior do que o Mundo” e que com esta Atitude irá dar “novos Mundos ao Mundo”.




O Português sempre foi assim , mas na Era das Grandes Descobertas de Portugal, êle era visto pelos 

outros europeus como irritantemente Alegre, Altivo e Altaneiro.
  


 «  Um relato dos acontecimentos, para quem quiser conhecer o mais fantástico feito de toda a gesta portuguesa das Índias.

António da Silveira e os 600 portugueses merecem honrosamente um lugar na nossa memória! Que o seu exemplo nos guie!

Estávamos em 1531.

Ainda que o Governador Nuno da Cunha sabia da iminência de um ataque dos Turcos, partiu para Goa levando toda a melhor gente consigo, deixando em Diu António da Silveira e apenas seiscentos homens, dos quais quatrocentos eram mal armados e os duzentos restantes não estavam em circunstâncias de poder pelejar.

Pelo sim pelo não, era melhor começar a preparar as defesas para qualquer eventualidade...

António da Silveira aperfeiçoou então o melhor que pôde as fortificações. Mandou encher de água a grande cisterna mandada construir por Nuno da Cunha e que levava mil pipas de líquido. 

Reuniu provisões, ordenou que se desarmassem os mouros que ali estavam, publicou ordens e ameaças severas contra os habitantes que fugissem temendo o perigo, e chegou mesmo enforcar alguns que se atreveram a escapar e foram apanhados.
Nomeou também alguns oficiais, e distribuiu pelos postos os seus soldados, que eram em número bastante insuficiente.

Coje Sofar, um famoso Mouro que desejava ardentemente tomar a fortaleza de Diu, e por saber quão mal provida estava de gente e de água, foi falar com vários Reis, Sultões e capitães locais, dando-lhes conta da deficiente disposição das defesas portuguesas, implorando que lhe fornecessem soldados e armas, argumentando que aquela era uma oportunidade única de a tomarem sem esforço, e que outra ocasião como aquela nunca mais iria suceder!

Convencidos todos os visados da facilidade da empresa, Coje Sofar conseguiu de facto reunir um exército poderosíssimo, contando-se cerca de 70 galés turcas, e um exército de mais de 22.000 homens!

O que poderiam 600 portugueses fazer contra este potentado militar, nunca visto por aquelas paragens?

Isso mesmo perguntou o Capitão Suleimão Paxá, o eunuco (capado), que enviou uma carta ao Capitão António da Silveira, em que prometia livre saída de pessoas e bens desde que os portugueses fossem para a costa de Malabar e entregassem a fortaleza e as armas. Prometia esfolar todos vivos se não o fizessem e glorificava-se de ter reunido o maior exército em Cambaia, tendo muita gente que tomara Belgrado, Hungria e a ilha de Rodes. Perguntava mesmo a António da Silveira como se iria defender num "curral com tão pouco gado"!

A resposta de António da Silveira não se fez esperar, e estando todos presentes, assim lhe escreveu:
«Muito honrado capitão Paxá, bem vi as palavras da tua carta. Se em Rodes tivessem estado os cavaleiros que estão aqui neste curral podes crer que não a terias tomado. Fica a saber que aqui estão portugueses acostumados a matar muitos mouros e têm por capitão António da Silveira, que tem um par de tomates mais fortes que as balas dos teus canhões e que todos os portugueses aqui têm tomates e não temem quem os não tenha!»   ... » 



É para Aí que O Português e A Portuguêsa actuais Caminham.


Portugal Será Restaurado !



 
 

16/06/2016

As Verdadeiras Raízes dos Portuguêses III B - Posidónia , a Capital da Atlântida na Grande Planície dos Açôres e da Madeira

 

Os Alinhamentos de Fibonacci da Pirâmide 

dos Açôres e da Cidade Submersa da 

 Posidónia 

(Traducção e rearranjo de Rogério Maciel  do texto e dos mapas de  Alex Putney

Carta da Atlântida,
 do coronel Bory de St. Vincent

Antes de partirmos para o artigo que aqui publico já a seguir , um artigo de Alex Putney cujos créditos estão devidamente atribuídos, quero definir muito bem o que é o artigo de Alex Putney, para que não haja dúvidas .
 Esta é uma descripção, um estudo feito, por um anglo-saxão ligado, pelo que parece,  á religião Budista, acêrca da descoberta da Pirâmide dos Açôres.





O Alex Putney não está interessado nos Açôres, como o Sítio Sagrado que é .
Não. O A.Putney  passa pelos Açôres, através da pirâmide , que é o seu único interêsse,  em apoio da sua teoria , a mêsma teoria/tese  Egiptológica(embora real, uma verdadeira obsessão , não só anglo-saxónica, mas vastamente espalhada pelo ocidente...), muito ligada ao oculto , de muitos dos seus conterrâneos.
E passa pelo Tesoiro Espiritual Oculto  que É Portugal , o Pôrto-do-Graal, como tôdos os estudiosos estrangeiros da matéria, imbuído daquela  arrogância natural (algumas vêzes)  inconsciente(mas outras tantas,deliberada...) que é apanágio dos "investigadôres-estudiosos-cientistas" estrangeiros acêrca da Real Origem da Civilização, o que os leva sempre para Longe do Tesouro de Verdade que a História Faz Questão de Ocultar  ao mundo, principalmente quando Êsse Tesoiro é Vital para o Futuro da Terra e da Humanidade.


Utilizo, no entanto , o seu estudo, que reputo muito bom, como apoio á tese, que não é minha, pois  Outros Portuguêses antes de mim( e outros actuais) já disso falavam, entre os quais destaco o General João de Almeida com a sua  memorável Obra , «O Fundo Atlante da Raça Portuguêsa e a sua Evolução Histórica»


 
 Os Açôres(e A Madeira...) são território visível,  o que resta do Continente Atlânte no Oceano Atlântico, e de que Portugal estava(está) íntimamente ligado á Atlântida, não só como território parte dessa Grande Civilização, mas que Nós,Pelasgo-Coni-Lusibéricos, Os Portuguêses( assim como os Bascos e os Galêgos) , sômos descendentes não só genética , mas também culturalmente,  dessa Grande e Avançada Civilização, agora no Fundo do Atlântico, mas que Um Dia voltará á Luz do Dia conforme promete a Profecia ...



« Lenda dos Açôres e da Atlântida
Há muitos milhares de anos havia no meio do Oceano Atlântico um grande e poderoso continente onde viva o pôvo Atlante.
O continente era formado de imensas montanhas, florestas de grandes e frondosas árvores, e planícies férteis que podiam produzir mais que uma colheita por ano.
A civilização atlante era próspera, tecnicamente avançada e humanamente irrepreensível. Raiava o que era considerado a perfeição e era protegida pelos Deuses, especialmente Poseidon.
Sábios e artífices sabiam trabalhar todo o tipo de materiais da terra e só eles tinham um metal, mais precioso que o ouro, denominado oricalco.
Mas tinham também vários inimigos, e por isso as artes da guerra faziam igualmente parte dos seus conhecimentos.
As grandes e consecutivas vitórias que obtinham sobre os inimigos na defesa do seu território começou a dada altura a despertar neles um orgulho pretensioso e, armados da sua força e conhecimento, decidiram alargar o território conquistando as ilhas à volta e grandes partes da África e Europa. Mas aí foram travados pelos Atenienses antigos.
Os deuses, vendo aquilo em que os Atlantes se tinham tornado, e já não aprovando a sua conduta, resolveram castigá-los e, num só dia e noite, catástrofes com terramotos, chuvas torrenciais e inundações afundaram o continente atlante para sempre.
Quase tôdos pereceram, mas alguns conseguiram escapar e deixaram descendência por tôdos os cantos do mundo onde se refugiaram.
Sobre o continente Atlântida em si, apenas os picos das montanhas mais altas conseguiram ficar cima do nível das águas e são hoje as nove ilhas dos Açôres. » (do livro de Armando Frazão Os Sonhos da Atlântida) .




Partamos então nessa viagem pelo estudo de Alex Putney ...

 




 

«...   
       Uma incrível nova descoberta nas ilhas de Açôres , ôcorreu no princípio de Maio de 2013, mas só  foi apresentada à imprensa mundial a 19 de Setembro. 
 Esta fenomenal descoberta aconteceu “acidentalmente”(como se fôsse possível existirem acasos !).

(autoria exaustivamente procurada, mas  não encontrada)
 
Quando o velejadôr  Diocleciano Silva    pescava no Alto-Mar entre as Ilhas de São Miguel e da Terceira observou no seu dispositivo de profundidade de alta-precisão , uma formação perfeitamente geométrica.


 Os dados do vídeo do sonar do sr.Silva , revelam uma grande pirâmide com 4 faces perfeitamente lisas, tais como as da Grande Pirâmide do Egipto. 


Ilha do Pico
Ressonância no Submerso Continente Atlante
(www.Human-Resonance.org )


A pirâmide submersa dos ôres (38.22°N 26.21°O) está a 5300 Qm da Grande Pirâmide de Gizé,  no Egipto, a uma distância que representa 13,19 % da circunferência média da Terra. 


 Êste alinhamento do grande círculo corresponde a 1/2 de 353 x 10-72 (26,49…)de Fibonacci, e passa por  um grande lugar espiritual , destino das peregrinações feitas de todas as partes do mundo por devotos do Buda Darma. 



O budismo foi fundado a partir da  experiência de Sabedoria de Sidarta Gautama, o Buda, cujo santuário original foi redescoberto recentemente,passados que são 2.550 anos dêsde a sua partida da Terra.Tendo sido um dos grandes mestres da Consciência Divina, o Buda alcançou a  Iluminação mediante uma meditação, sentado debaixo duma Figueira Sagrada, pelo que foi designada como Bodi Gaia em honra da transcendência do «“samsara”», o ciclo natural de Vida, Morte e Renascimento a que tôda a vida no mundo material está sujeita.



  Êste , é um local de Luz, que também tem um grande significado geométrico. 
 O Bodi Gaia, na Índia (24.42°N 84.58°E) , está situado a 5294,7 Qm da Grande Pirâmide de Gizé, a uma distância que representa 13,22% da circunferência média da Terra. 
  Êste auspicioso local está situado ao longo do mesmo alinhamento circular , que também inclui o vértice da Pirâmide submersa encontrada recentemente descoberta nas águas Azuis dos Açôres.


A emissão concentrada de Sons de baixa-frequência entre estas distâncias de valôr sagrado, aumenta bio-eléctricamente a saúde e a consciência humanas


 
Naturalmente que a pirâmide gigante dos ôres , submersa apênas a 45m abaixo do nível-do-mar , já deve ter sido descoberta há décadas por sonar e satélite ...no entanto , um
velejadôr açoreâno  , Diocleciâno Silva, que procurava os melhores bancos de pesca na área, fez uma das mais emocionantes descobertas históricas dêsde as que fôram feitas na Bósnia e na Indonésia. 


 
Os militares portuguêses dizem que estão a investigar e que o resultado será publicado , mas no entanto, continuam a retêr tôdas as imagens e informações do local. 


                      
O alinhamento 13,2% da Grande Pirâmide dos ôres liga directamente o local, a uma outra formação anómala próxima, no leito do oceano, que se presume sêr a rêde de ruas e avenidas duma cidade afundada, redescoberta pelo engenheiro aeronáutico britânico Bernie Bamford e publicada em 2009. 

A divulgação de Bamford mostrou com precisão, aquilo que deve têr constituido um dos maiores projectos hidrológicos alguma vez realizados por qualquer civilização na Terra, sendo constituído por uma gigantêsca rêde de canais , a qual deve ter sido identificada há décadas por pesquisas militares do leito do Oceano , com sonar.
Esta mega
cidade Atlante na planície abissal da Madeira fica compreendida entre 13,0 a 13,3% da circunferência média da Terra que dista da Grande Pirâmide de Gizé
Esta geoposição coincide com a mêsma distância no grande alinhamento circular que define, tanto a grande pirâmide submersa dosôres como a Bodi Gaia na Índia .





Uma tão ancestral megacidade duma complexidade de planeamento verdadeiramente incrível, põe em causa qualquer explicação simplista dada pelos meios de “informação”. Um exame rigorôso dos anormais dados bactimétricos, sugere que esta super-estructura era formada por uma enorme rêde de canais, cada um com cêrca de 3,2 Qm de largura, que recolhiam e distribuiam um volume total de águas correspondente a pelo menos 4 grandes rios das Montanhas Ocidentais. 


 


Apesar das “toneladas” de Desinformação do «google» , os mapas bactimétricos da Bacia entre as Canárias e a Madeira, não deixam nenhuma dúvida de que uma Mega-Cidade com Canais está situada a perto de 5,6 Qm de profundidade , no leito do Atlântico (acima). 
 
 





A Atlântida Desocultada por K.MARGIANI!
Existem muitas falsas"atlântidas descobertas" pela internet fora,
mas só existe Uma,de que as Ilhas Encantadas dos Açôres, fazem parte,


A paisagem assoreada desta Mega-Cidade parece têr sido uma planície de inundação litoral , dum continente, em tempos , plêno de Vida , o qual corresponde, aproximamente, ás descrições feitas por Edgar Cayce acêrca da terra Atlante “atingida por um comêta” »»»»»»»»»»»»»»»»»»

  
  Nota:

Já descrito por Cayce,como um mau uso das Fôrças Naturais pelos

filhos-de-Belial(os filhos-das-Trevas), os quais manipulavam, o podêr político, tal como hôje o fazem , 28000 anos depois do

Grande Cataclismo na Atlântida.




« … The first Atlantean disturbances or upheavals came twenty-eight thousand years ago, but not till 17,600 B.P. (Before Present) was the continent actually broken up.

What would be considered one large continent,” Cayce said, “until the first eruptions brought those changes, producing more of the nature of large islands, with the intervening canals or ravines, gulfs, bays, or streams.” … »




E, “curiosamente”, E tal como naquêles dias, houve Avisos e preparações para o Grande Cataclismo.

Atlântida, o Dilúvio/Tom Miller
(artista desconhecido na net)



« April 17, 2016
Russia Prepares For Catastrophic Earthquake, But Warns America Is In Worst Danger

By: Sorcha Faal, and as reported to her Western Subscribers
A stunning new Ministry of Defense (MoD) report circulating in the Kremlin today states that President Putin has authorized the immediate redeployment of troops in the Eastern Military District (EMD) in preparation for what could be a series of massive earthquakes and tsunamis to hit the Kamchatka Peninsula within the next fortnight—and further warns that the United States-Canada-Alaska northwestern Pacific Ocean region may be in even more danger than Russia.
According to this report, this unprecedented peacetime movement of thousands of Federation troops to their pre-assigned “protective corridors” was based upon an “urgent warning” communication sent to the Security Council (SC) earlier today by Doctor-Scientist Mehran Keshe that said this afternoons powerful 5.8 magnitude earthquake that struck the Kingdom of Tonga was the “last lynchpin to fall” as the Pacific Plate is preparing for a “catastrophic new alignment”.
Doctor-Scientist Keshe, we have previously noted, is the inventor of “magrav technology” (Western code name code name “Khibiny”) used by Federation military forces in their secretive defense weapons used to cripple American warships like was done against the USS Donald Cook this past week.
In using a “different aspect” of his “magrav technology”, this report continues, Doctor-Scientist Keshe this past October (2015) issued his first dire pronouncement about the Pacific Plate warning that a “world-changing mega-tremor with the power to split up continents was imminent”. …



  E, tal como então, uma série de erupções vulcânicas

começaram a acontecêr á volta da Terra.




»»»»»»»»»»»»»»»»» a Posidónia , associada mais tarde na mitologia grêga com a divindade das profundêzas oceânicas, o deus Posídónio.


Antes d
o cataclismo que a submergiu há 12.890 anos , esta antiquíssima cidade estava situada a sudeste do Continente da Atlântida, e foi projectada á volta de um Rectângulo Doirado gigante de aproximadamente 128,7 x 160,9 Qm
 
Açôres-Atlântida

Em tempos , compreendendo em si Colinas e Montes numa planície de inundação litoral, a forma básica da rêde de canais, é a dum rectângulo de 128,7 x 160,9 Qm, o qual nos
transmite uma mensagem em código


O quadrado foi identificado com o hieróglifo Paleo-sânscrito do deus Indra, representa o planêta gigante Júpiter que era reconhecido pela sua amplificação de 33 frequências da ressonância sub-sónica da Terra. As transmissões sub-sónicas das pirâmides eram transduzidas por todos os dispositivos electrónicos e até mêsmo pelas naves espaciais.

Um complexo sistêma de características Fibonacci embebidas nas centênas de Qm de canais trabalhados.




codifica um Rectângulo Dourado com 20.707,8 Qm2 , que insere Espiral Doirada que liga muitos templos sagrados construídos no tôpo das montanhas circundantes, uma mêsma reconversão da paisagem testemunhada na Bósnia, na Indonésia e no Equadôr. 

Açôres-Atlântida

  Analisando cuidadosamente a Cidade Doirada da Posidónia, situada na Bacia entre a Madeira e as Canárias, observa-se que, aparentemente , esta foi projectada com os canais que definem aproximadamente uma rêde de canais com um padrão formado por conjuntos de 32,2 x 32,2 Qms que formam juntos um Rectângulo Dourado de 4:5 .

  



O espaço, deve têr sido cuidadosamente planeado por monitorização aérea, a fim de combinar um conjunto de distintos alinhamentos geográficos, os quais se tornam visíveis quando sobrepômos as linhas latitudinais de 31°N e 32° N


Açôres-Atlântida


 As séries de significativos alinhamentos geométricos e as suas íntimas relações, confirmam as proporções Fibonacci préviamente observadas. 

Jardins Suspensos da Atlântida

Um Monte inserido nos limites desta Mega-Cidade Atlante é aqui identificado como Monte Posídon, e está situado a 5.311 Qm de Gi, correspondendo a uma distância circunferencial de 13,26%, o que corresponde a 1/2 de Fibonacci # 353 x 10-72 (26,49…). 

Um original de Guillaume Baviere
 Editado por mim.

A perfeita localização do cume dêste Monte, a exactamente 31º N, sugere que o espaço deve têr sido um Templo embutido no Monte , o que se afigura vir a sêr uma investigação muito prometedôra através de ROVs de alto mar. 


Açôres-Atlântida


Alinhamentos precisos entre êstes locais, de A por K, ficaram definidos com nomes particulares para uma mais fácil identificação, numa cartografia preliminar da cidade afundada da Posidónia (acima):



O Localizadôr do Noroeste (D.) no Rectângulo Doirado, encontra-se a 5312.445 Qm de Gi, e também á significativa distância da Grande Pirâmide de 13,26%. Estando situado precisamente a 32.00°N, a distância que vai do Localizadôr do Noroeste ao Complexo do Monte Posidónio a 31.00°N , compreendendo exactamente 1° de latitude.
Uma Espiral Dourada que irradia do vértice do Templo Doirado, passa pelo Monte Bissectôr Ocidental e pelo Complexo da Colina do Noroeste.
O
desenho inteiro da Posidónia, simboliza 3 hieroglifos Paleo-Sânscritos sobrepostos que significam : Indra ta cakra --“O Dêus Uno que Inicia a Era.” 




Açôres-Atlântida

Tal como o hieroglifo da Roda do Tempo , a variante hieroglífica da Espiral , também significa Ciclo, ou, Era, usada aqui como referência á benéfica amplificação da ressonância infra-sónica da Terra, transduzida através dos  templos de pedra da Posidónia, pela influência do planêta Júpiter


Mesmo que a Iniciação da Era,

Nota minha:muito provávelmente, A Iniciação da Era pelo Dêus Uno, terá tido a vêr com a Destruição da Atlântida, ou, terá sido aí o seu início... 

          tenha terminado catastróficamente, o gigantêsco conjunto de Canais da Posidónia, agora espalhados pela Planície Abissal da Madeira (acima) ainda transmitem a sua mensagem hieroglífica codificada


Açôres-Atlântida

Esta frase básica ecôa nos textos Paleo-sânscritos de cada continente do mundo ante-diluviano. 

Chamar a atenção para as beneficiais influências infra-sónicas de Júpiter, é o assunto mais predominante das inscrições hieroglíficas nas tabulêtas de pedra de Caria,na Itália e nas do Arquivo da Caverna de Illinois.  
Num pequêno exemplo pode-se lêr êste sofisticado pensame
nto: “De acôrdo com o Início da Era, fôram escolhidas acções beneficiais, com 30 ressonâncias espirituais que benefíciam e agem anulando os deuses do mal.



Edgar Cayce revelou que , o complexo conjunto de Canais Aquáticos da Posidónia, fôra construído, tendo-lhe sido integrado um sistêma de ressonância magnética para a purificação da água, sistêma êsse, que utilizava cristais de quartzo e de calcite firmados no solo, para transmissão piezoelétrica infra-sónica. 




 
A ressonância magnética de baixíssima frequência, concentrada pelas pirâmides de Orion em Gisé, no Egipto, é eficazmente convertida num campo electromagnético, que , em tempos, purificava a água que fluia pelos canais , naquela altura também , limpando bio-eléctricamente os corpos de iniciados que caminhavam descalços sôbre as pedras sagradas.





O preciso ângulo de compensação de 10º do Rectângulo Dourado da Posidónia ,alinha-se perfeitamente com os que fôram outrora, alguns dos picos montanhosos mais elevados do continente Atlante (acima). 




Açôres-Atlântida

Elevando-se incrívelmente a uma altitude máxima que chêga aos 67,05 m abaixo do nível do mar, o Monte Marinho de Irving foi inteligentemente apontado pelos Alinhamentos de Compensação da Posidónia,como um dos mais importantes centros sagrados do continente submerso


Um Português no Ponto Mais Alto da Atlântida

Êste largo cume esconde , muito provávelmente, um outro grande conjunto de Templos piezo-elétricos, que não podem sêr fácilmente discernidos através dos dados bactimétricos de baixa definição, que, por enquanto são disponibilizados ao público. ...»

Caverna da Descoberta/John Mason

(Continua na,  Adenda : As  Verdadeiras Raízes dos Portuguêses III  B - Posidónia , a Capital da Atlântida na Grande Planície dos  Açôres e da  Madeira. / Ainda em construcção)   

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...